Açúcar registra ganhos em Nova York e Londres

Publicado em 31/01/2024 às 08h43

Os contratos futuros de açúcar registraram ganhos na terça-feira (30) em Nova York e Londres, sendo influenciados pelas oscilações do petróleo, que afetam as decisões das usinas quanto à ênfase na produção de açúcar ou etanol.

Além disso, há uma atenção significativa voltada para as safras abaixo das expectativas na Índia e na Tailândia. No mercado, também prevalecem preocupações em relação à safra 2024/25 na região Centro-Sul do Brasil, uma vez que as projeções iniciais indicam uma produção menor em comparação com a temporada atual.

Bolsas internacionais

Na ICE Futures de Nova York, todos os contratos encerraram com ganhos. O contrato de março/24, que registrou uma valorização de 38 pontos, alcançando 23,91 centavos de dólar por libra-peso. Simultaneamente, o contrato de maio/24 apresentou uma recuperação de 32 pontos, negociado a 23,07 centavos de dólar por libra-peso.

Na ICE Europe, em Londres, uma tendência semelhante foi observada. O contrato de março/24 registrou um acréscimo de 0,60 centavos, atingindo US$ 662,70. Paralelamente, o contrato de maio/24 experimentou um aumento de 2,00 dólares, sendo negociado a US$ 650,20.

Açúcar cristal

O Indicador do Cepea/Esalq da USP indicou uma redução de 0,71% no açúcar cristal em comparação com o dia anterior, resultando em um preço de R$ 144,45 por saca de 50 quilos.
 
Etanol hidratado

Quanto ao etanol hidratado, houve um aumento, conforme o Indicador Diário de Paulínia. As usinas negociaram o biocombustível a R$ 2.280,50/m³, apresentando um acréscimo de 1,33% em relação ao dia anterior.

Letícia Giacometti

Fonte: Agência UDOP de Notícias

Anidro ATR Açúcar Biocombustível Bolsas Brasil Cana-de-Açúcar Chuva Chuvas Colheita Cotações Dólar Eleições Etanol Exportações Gasolina Hidratado Inflação Mercado Petróleo Real Safra Usina Usinas Valorização Álcool Índia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *